Como melhorar a segurança de sites em WordPress

Como melhorar a segurança de sites em WordPress

Como melhorar a segurança de sites em WordPress – Se seu site já foi atacado por hackers e spammers, logo você saberá que consertar seu site pode se tornar um verdadeiro pesadelo.

Como você já sabe, o WordPress é o Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) mais popular do mundo. Aliás, é através dele que 27% dos sites da Internet são feitos. Isto faz sentido porque o WordPress é fácil de usar, é gratuito e é muito poderoso.

À medida que o WordPress continua ganhando popularidade na Internet, hackers têm se esforçado cada vez mais para encontrar vulnerabilidades. 

Quando se trata de segurança online, não existe sistema infalível. No entanto, há alguns ajustes e configurações que podemos fazer para evitar alguns erros comuns de segurança do WordPress e dificultar a entrada de hackers em nossos sites e criar estragos.

Neste artigo, vamos verificar erros de segurança comuns. Também vamos descobrir o que podemos fazer para minimizar a vulnerabilidade a ameaças de segurança de sites em WordPress.

Estude a plataforma

O WordPress é uma plataforma poderosa para o desenvolvimento de diversos tipos de sites. 

Mas para que use 100% do potencial da plataforma, é necessário conhecê-la a fundo. Por isso, dedique-se ao estudo. Você pode estudar através de vídeos no YouTube ou investir em um curso de WordPress.

Atualize sempre o WordPress

O WordPress tem uma comunidade de segurança muito grande e alerta, e a equipe de desenvolvimento libera atualizações regulares para corrigir as ameaças à segurança. Você deve estar sempre atento às atualizações de segurança.

Além das atualizações do WordPress, há também as atualizações de temas e plugins que você precisa também manter atualizado. As mensagens de atualização também aparecerão em seu painel de controle.

Evite temas de origem desconhecidas (ou nulled)

Ao utilizar temas e plugins de origem desconhecida, você pode estar expondo seu site a um risco de segurança. 

Não só os temas e plugins mal codificados podem diminuir o desempenho do seu site, como também podem ser incompatíveis com a versão do WordPress que você está usando. Eles também podem agir como um ponto de entrada para softwares maliciosos, entre outras vulnerabilidades.

Por isso, procure por temas e plugins de fontes confiáveis. Há, inclusive, bons temas e plugins gratuitos para WordPress.

Você só deve usar os temas e plugins que tenham boas classificações de seus usuários. Leia as revisões dos temas e plugins e verifique o que os outros estão dizendo sobre eles.

Veja também no changelog para ver se há atualizações regulares do plugin ou tema escolhido. Escreva para os autores para entender se esse tema ou plugin é certo para você antes de fazer uma compra. E para deixar de lado quaisquer preocupações práticas, você pode executá-lo em um local de teste.

Segurança na área de login

A página de login de um site é onde os usuários autorizados podem entrar e desempenhar atividades administrativas. Mas há muitos que também podem tentar acessar sua área de login e experimentar combinação de senhas. 

Por isso, precisamos utilizar senhas fortes para proteger a área administrativa. 

Além disso, evitar a todo o custo o nome de usuário “Admin”, que era comum para o usuário administrador nas versões anteriores – isso será particularmente eficaz em diminuir o desempenho de ataques de força bruta.

Outra maneira fácil de melhorar a segurança de seu website é adicionar autenticação de dois fatores. E com a recomendação do Google para o uso de SSL, você deve aplicá-lo para tornar a comunicação do seu site a mais segura possível.

Uso impróprio de privilégios de usuários

WordPress tem muitos papéis de usuário: administrador, editor, autor, contribuinte e assinante. Nem todos eles precisam ter os mesmos privilégios em seu site. 

Como o WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo, ele possui muitas funções, mas uma das mais importantes é gerenciar o conteúdo de seu site, e por isso, faz todo o sentido possuir papéis como editor e autor.

Não deixe que qualquer usuário tenha todas as permissões no seu site. Dê a eles o perfil do editor e mantenha o controle ajustando os privilégios dos vários usuários. Especialmente se a permissão garante acesso a sua infra-estrutura.

Ao permitir “acesso irrestrito”, seu site será muito mais vulnerável aos hackers. Restringir quem pode acessar uma determinada área ou seção de seu site torna muito mais difícil para eles invadir o site.

Os editores devem ser concedidos somente a usuários de confiança que trabalharão com conteúdo. Administradores devem ser concedidos para usuários que precisem trabalhar na estrutura do site.

Remover temas e plugins não usados

À medida que temos novas necessidades, continuamos adicionando plugins e instalando novos temas.

Quando não precisamos mais deles, acabamos por esquecer de excluí-los do nosso site. Não basta desativar temas e plugins; você também deve apagar aqueles que não pretende usar.

Os plugins inativos não utilizam nenhum dos recursos do seu site. Eles não usam memóra RAM, largura de banda ou recursos do PHP. Mas eles ocupam espaço em seu servidor. E se você tiver muito tráfego, isto pode ter um impacto negativo no desempenho de seu site. 

Os plugins inativos também podem ser um vetor para malwares.

A recomendação é que, antes de adicionar um plugin para o seu site, verifique se o próprio WordPress já possui uma função similar. Talvez, até o tema que você usa ou sua própria hospedagem possam realizar as funções que você precisa.

Conclusão sobre como melhorar a segurança de sites em WordPress

A segurança do site não se trata de uma questão de sorte: trata-se de camadas de proteção que incluem coisas como senhas fortes, códigos de verificação, atualização da plataforma, autenticação de dois fatores, e assim por diante.

Ficar à frente dos hackers e diminuir as possibilidades de invasão é importante para qualquer tipo de projeto. Neste artigo, você conferiu que há pequenos passos que você pode dar para manter um site seguro e protegido.

É importante rever suas defesas para garantir que elas estejam de acordo com as necessidades de seu site e desenvolver práticas (e também processos) que o mantenham seguro.

Esperamos que você tenha gostado do nosso artigo sobre como melhorar a segurança de sites em WordPress. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais favoritas.