A queda do Bitcoin: entenda os motivos

A queda do Bitcoin: entenda os motivos

O Bitcoin é um assunto que tem sido muito falado nos últimos meses. Com as mudanças na economia, muitas pessoas apostaram na moeda para garantir os seus investimentos. 

É como uma Etiqueta Personalizada, por exemplo, onde cada pessoa tem as suas preferências. Mas afinal, falando em economia, como justificar a queda desses ativos? É o que vamos te explicar agora. 

  1. O que é o Bitcoin e como essa moeda pode ser utilizada

  O bitcoin foi a primeira moeda virtual do mundo. Ou seja, ela não existe em papel nem em nenhum lugar além de sistemas digitais.

 Além disso, é uma moeda descentralizada, o que significa que não existem bancos ou governos que atuam como intermediários. Sendo esta uma  criptomoeda, termo usado para moedas que só existem na internet. 

Apesar de serem reais, não há versão física desse dinheiro. Além disso, são as próprias pessoas que, de forma geral, podem enviar ou receber a famosa criptomoeda. 

Outro detalhe relacionado ao bitcoin é que ele é um dinheiro limitado. A tecnologia envolvida na criação da moeda permite que sejam emitidos virtualmente até 21 milhões. 

Ao mesmo tempo, ele opera por meio de uma rede descentralizada conhecida como blockchain, uma corrente de blocos, em tradução livre para o português.

Esse sistema permite o rastreio de envio e recebimento de bitcoin por meio de pedaços de códigos com dados.

Outra tecnologia relacionada à primeira moeda virtual do mundo  é a criptografia, que é uma camada de segurança que dificulta a ação de criminosos ao deixar informações mais complexas. Esse recurso é similar ao usado para garantir a segurança de contas digitais.

  1. O que justifica a queda dessa moeda?

O mundo está em constante transformação e isso também afeta a economia e o mercado. Até empresários de saúde e educação perceberam essas alterações. 

Sem falar nos pequenos comerciantes de alimentos ou até de produtos  como Pallet De Madeira, por exemplo. 

Nas finanças, dessa forma, diversos podem ser os fatores responsáveis pela queda dos Bitcoins, os principais podem ser: 

  • Processo de regulamentação das criptomoedas; 
  • Inflação nos EUA; 
  • Guerra entre a Rússia e Ucrânia;
  • Menor previsibilidade; 
  • Proibição na Argentina, migração dos grandes fundos para renda fixa.
  1. Estude o que significa esse mercado

Você sabia que se o bitcoin (BTC) fosse uma empresa, ele teria um valor de mercado maior que a soma de Coca-Cola (COCA34), Nike (NIKE34) e Unilever (UNILEV34) juntos?

A primeira criptomoeda a ser criada no mundo, e também a mais valiosa até o momento, possuía uma capitalização de mercado de US$ 542 bilhões no dia 12 de maio de 2022, o que representava mais que os R$ 541 bilhões somados das três empresas.

Criada em 31 de outubro de 2008 quando um criador que usou o pseudônimo de Satoshi Nakamoto enviou um e-mail para uma lista de pessoas interessadas em criptografia, o bitcoin é uma criptomoeda cujas unidades são criadas por mineração e pode ser comercializada sem intermediários 24 horas por dia e 7 dias por semana.

Você sabia?

Assim como o Torquimetro tem um limite, a moeda digital é limitada, sendo que 90% de todos os bitcoins já foram minerados.

O último bitcoin deve ser criado até por volta do ano de 2140, segundo estimativas. Ou seja, deve levar em torno de 120 anos para minerar os 10% restantes.

Esperamos ter ajudado com este artigo, não esqueça de comentar e compartilhar.

+ posts