Como identificar o agressor de cyberbullying

Como identificar o agressor de cyberbullying

 Como identificar o agressor de cyberbullying

Como identificar o agressor de cyberbullying – A internet é uma grande aliada no nosso dia a dia, tanto para trabalho e estudos quanto para lazer e redes de relacionamento. É muito comum, por exemplo, desenvolvermos amizades e até mesmo namoros via mundo digital. Contudo, e infelizmente, na internet ocorrem também violências como o cyberbullying.

Neste artigo, vamos explicar para você o que é cyberbullying, como identificar essa violência e quais medidas devem ser tomadas quando isso ocorre.

Cyberbullying: o que é?

O cyberbullying é, especificamente, o bullying praticado de forma virtual. Consiste num assédio constante que, se não identificado corretamente, pode se passar por “brincadeiras”, “piadas” ou “zoação”. Porém, se fere moralmente alguém, é bullying, e quando praticado virtualmente, cyberbullying.

Desta forma, essa agressão pode ser uma extensão de um bullying praticado em ambiente escolar ou de trabalho, por exemplo. Por conta de suas características, o cyberbullying ocorre em um ambiente de convivência.

As agressões de cyberbullying vão desde inventar e espalhar mentiras até o compartilhamento de fotos e montagens constrangedoras sobre alguém, enviando, inclusive, mensagens em tom de deboche ou com ameaças de todos os gêneros.

As principais características deste tipo de agressão são:

  • Unilateral: ou seja, é praticado por uma pessoa ou grupo contra outra pessoa ou grupo;
  • Preconceito: geralmente o agressor age contra certas particularidades de um indivíduo, demonstrando-se preconceituoso. Mulheres, pessoas gordas, pessoas pobres e LGBTQIA+ são as principais vítimas;
  • Agressor anônimo: ao contrário dos ambientes presenciais, na internet é comum o agressor de cyberbullying usar perfis falsos, que dificultam sua identificação.
  • Repetição: O cyberbullying é uma agressão repetitiva e contínua.

Como identificar o agressor de cyberbullying?

É muito importante saber que, geralmente, uma pessoa violenta apresenta características específicas que ajudam a identificar seus atos. Com o praticante de cyberbullying a regra também funciona e, se você observar os comportamentos abaixo nessa pessoa, ela pode ser um possível agressor:

  • Fica na defensiva quando questionado sobre o que faz na internet;
  • Possui diversos perfis na internet;
  • É manipulador;
  • Tem comportamentos hostis, inclusive com familiares;
  • Não olha nos olhos ao falar com alguém;
  • Intolerância com as pessoas ao seu redor.

Como posso identificar uma vítima de cyberbullying?

Atos de violência deixam rastros tanto no agressor, quanto na vítima. Os pais, principalmente de adolescentes, devem observar o comportamento dos filhos para saber se eles estão sofrendo violência na escola ou em outro ambiente. Amigos e colegas de trabalho também devem estar atentos para auxiliar quando perceberem alguém sendo vítima de cyberbullying.

As vítimas de cyberbullying costumam apresentar:

  • Baixa autoestima;
  • Ansiedade ou depressão;
  • Alto nível de timidez e vergonha.

Como agir depois de identificar o cyberbullying?

Se você está sofrendo ou conhece alguém que esteja sofrendo cyberbullying, mas, por ser um crime virtual, você não sabe quem é o agressor ou que medidas tomar, é importante que você procure um detetive particular. Com experiência, conhecendo as leis e tendo ferramentas próprias para identificar um agressor, mesmo no infinito universo digital, esse profissional irá te dar as informações precisas para que você possa:

  • Denunciar o crime de cyberbullying;
  • Procurar a ajuda de professoras (em ambiente escolar) ou chefes (em ambiente de trabalho) para alertar sobre o cyberbullying;
  • Buscar ajuda psicológica para acompanhamento.

Muitas pessoas acreditam que a internet é uma “terra sem lei”. Isto é um mito, pois há leis rígidas contra os criminosos de internet. Portanto, há várias medidas que podem ser tomadas assim que se identifica a ocorrência de um cyberbullying, tanto contra o agressor quanto em proteção à vítima.

+ posts

Não há quase nenhuma área em que a tecnologia digital não tenha impactado a minha vida.