3 práticas para rankear seu site no Google

Quem não gosta de ver o seu site na primeira página do Google? Fazer com que a sua página apareça no topo das pesquisas pode aumentar e muito o seu tráfego orgânico e a chance de ser visto é muito maior do que em outras páginas, afinal, quantas vezes você foi para a segunda, terceira ou quarta página da plataforma?

Quase ninguém passa da primeira página, de acordo com estudos, 21% dos cliques são no primeiro link que aparece, 10% no segundo e 7% no terceiro, isso só para os resultados orgânicos, somados com os pagos, o número de pessoas que ficam na primeira página chega a alcançar 75%, ou seja, se você não estiver nela, dificilmente vai conseguir algum clique. 

Mas para garantir o seu lugar entre os primeiros a tarefa não costuma ser nada fácil, é preciso ser igual um  Compressor De Ar, tendo o controle da situação, e apostar em estratégias que te ajudem no rankeamento do Google. Para quem não sabe, essa gigante plataforma conta com um algoritmo inteligente que rankeia os sites que acha mais adequado e recomenda eles para seu público. 

Nada do que você vê ou aparece para você é por acaso, tudo é recomendado pelo Google devido ao rankeamento ser considerado de alta qualidade. Se você deseja alcançar o topo precisa estar bem rankeado. Então no texto de hoje, separamos 3 práticas para rankear seu site no Google de maneira eficiente, bora conferir? Vamos lá!

  1. Estudo e uso inteligente das palavras-chave

As palavras-chave são fundamentais para qualquer estratégia de rankeamento dentro do Google, afinal, é através delas que você define o que será mostrado de acordo com a pesquisa do seu público, sendo assim, todo o conteúdo postado deve conter algumas palavras-chave, assim como seus títulos, URLs, meta titles, descrição, subtítulos e por aí vai. 

Elas devem estar em todo lugar do seu site, mas é claro, sendo usadas de maneira totalmente inteligente e natural, então nada melhor do que um estudo para entender quais as palavras-chave que devem ser selecionadas, comece pesquisando os termos usados pelo seu público-alvo, as palavras que eles pesquisam e quais os mais utilizados. 

Faça uma boa varredura geral, utilize algumas plataformas, e procure entender o que é melhor para o seu negócio, mescle cauda longa e curta, seja objetivo, e faça um planejamento completo, no final, a utilização dessas palavras-chave será tão simples como a utilização de uma Bota de Segurança para cuidar da segurança. 

  1. Bom uso dos links internos e externos

Outra estratégia muito importante para melhorar seu rankeamento são os links, tanto internos ( que direcionam para outra página do seu site), quanto externos (que redirecionam para outros sites), essa construção do linkbuilding, faz o algoritmo do Google entender que você está complementando seu conteúdo, trazendo mais informações e levando algo mais completo. 

Isso faz com que ele seja melhor avaliado e consequentemente, suba de lugar no ranking, mas assim como as palavras-chave é preciso ser inteligente e pensar no seu uso de forma totalmente estratégica. 

Utilize os links para complementar seu conteúdo, faça parcerias com outros sites para divulgar o conteúdo deles através de links externos, pense na sua colocação de maneira estratégica, e faça um uso consciente e que encaixe na sua abordagem. 

  1. Site totalmente otimizado e responsivo

É claro que, para um site ser indicado e bem visto pelo público, é fundamental que ele esteja totalmente otimizado e seja responsivo, sendo assim, existem alguns detalhes que são fundamentais e devem ser feitos e reavaliados com uma certa regularidade, assim como maquinários, tubulações e filtros industriais devem receber o hidrojateamento de alta pressão com regularidade, os sites também tem que ser testados com frequência. 

Sua página tem que ter um carregamento rápido, um design adequado, uma boa distribuição de elementos, uma hospedagem competente e principalmente, uma adaptação para as diferentes telas, principalmente a de smartphones. 

É fundamental que seu site adote o chamado Mobile First, que prioriza sua adaptação para aparelhos móveis, grande parte das pessoas acessam a internet justamente pelos celulares, sendo assim, é preciso se adaptar e fazer uma página que seja compacta e se adapte bem a essa mobilidade. 

Um site otimizado e mobile, com vários links internos e externos além de um uso inteligente de palavras-chave, tende a ter um rankeamento muito melhor e mais eficiente dentro do Google. 

O que achou do texto de hoje? Deixe sua opinião nos comentários abaixo e não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares caso tenha gostado do conteúdo, até a próxima!

Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais. 

+ posts