Guia rápido sobre teoria das cores

Dificilmente, você vai estar em um local que não tenha cores. E até mesmo a concepção de “não ter cor”, já é expressa por uma ou mais, o que infere diretamente no que ela representa para o ambiente. Sendo essenciais para manter o ambiente versátil, tal qual um coxim de borracha

Por isso, saber sobre a teoria das cores é um importante passo que acrescenta bastante no dia a dia, principalmente para quem trabalha com área que envolve esse tipo de segmento, como designers, artistas plásticos, profissionais de marketing e outras profissões relacionadas.

Sendo assim, quer saber um pouco mais sobre a teoria das cores? É simples! Basta prosseguir com a leitura para ter informações privilegiadas em um guia rápido sobre essa importante ferramenta.

O que é a teoria das cores?

Em geral, a teoria das cores é um estudo e experimento que vai ser relacionado com a associação que ocorre entre a luz e a natureza das cores. Inicialmente, essa teoria foi vista por grandes estudiosos, como Leonardo da Vinci, e hoje já demonstra ser mais extensa e aprofundada em relação ao aos vários campos que dizem respeito às cores. 

Disso o estudo das cores é essencialmente uma forma de entender como elas vão influenciar no psicológico das pessoas, influenciando em sentimentos e emoções como uma forma também de dispor de novos sentimentos provocados por essas cores.

Essencialmente, a teoria das cores vai fundamentar as sete principais cores e suas variações, além de conter alguns complementos interessantes que podem modificar a disposição de um ambiente, por exemplo, sendo tão eficientes quanto uma válvula direcional.

Círculo cromático 

Dentro da teoria das cores é possível encontrar uma área referente ao círculo cromático também conhecido como roda das cores, que vai proporcionar uma forma mais prática de entender como as cores, essencialmente, vão se relacionar entre si. Esse círculo cromático vai organizá-las de maneira sequencial.

Por isso, o círculo cromático vai se dividir em três principais categorias, que vão garantir uma facilidade em combinar e encontrar as cores necessárias, a partir da sua disposição dentro dessa roda das cores. São elas:

  • Cores primárias;
  • Cores secundárias;
  • Cores terciárias.

Essas categorias vão garantir que as cores possam ser inseridas dentro das suas classificações correspondentes, visto que cada uma tem a sua peculiaridade E é isso que as faz integrar essas designações.

As cores primárias sendo elas amarelo, vermelho e azul, tem essa dominação de primárias visto que não podem ser criadas a partir de outras cores. Sendo assim, tem uma funcionalidade específica, tal qual uma máquina de dublagem.

As cores secundárias, por sua vez, formadas pelo laranja, roxo e verde, já são criadas a partir da combinação de duas cores primárias. Como é o caso do roxo, formado a partir da junção do azul e vermelho.

Por fim, as cores terciárias são formadas por combinações entre uma cor primária e uma secundária, resultando em uma multiplicação diversa , onde podem ser formados subtons e outras cores de acordo com a sua intensidade.

Evidentemente, existem outras cores, como as cores análogas e complementares, além de muitas outras, mas elas são apenas um complemento das três principais categorias vistas acima. Sendo assim, a teoria das cores pode ser amplamente utilizada a partir de três cores essenciais: amarelo, vermelho e azul.

Não há quase nenhuma área em que a tecnologia digital não tenha impactado a minha vida.

Carlos Piva

Não há quase nenhuma área em que a tecnologia digital não tenha impactado a minha vida.